WEB RÁDIO

terça-feira, 27 de março de 2012

Presos do Pereirão em Caicó podem ficar sem comida nos próximos dias


Os 400 detentos que estão sob custódia no presídio de Caicó podem ficar sem comida nos próximos dias. A direção do presídio de Caicó encaminhou ofício ao Ministério Público nesta segunda-feira (26) informando que o fornecimento de comida foi suspenso porque a empresa que prestava o sevrviço não recebe o pagamento do Governo do Estado há 15 meses. 


MP e Justiça agiram para garantir o fornecimento da alimentação e cobram uma solução imediata para o problema. Devido ao problema, a Justiça já havia determinado bloqueio de verbas do Governo do Estado para que a compra da alimentação fosse garantida. 


Porém, depois de acordo com o Executivo, a Justiça concedeu a possibilidade de que a Secretaria de Justiça e Cidadania solucionasse a questão sem a punição prevista, o que terminou não ocorrendo. 


Depois da informação por parte do presídio de que o fornecedor não disponibilizaria os alimentos, o juiz Luiz Cândido, de Caicó, determinou que parte da verba bloqueada fosse utilizada para a compra da alimentação, o que vai continuar ocorrendo até que a Sejuc tome uma providência definitiva sobre o caso. Amanhã, membros do Ministério Público, do Judiciário e da OAB farão uma explanação completa sobre o caso em Caicó, informando, inclusive, o montante da dívida que o Governo do Estado tem com o fornecedor de alimentação. 


Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário