WEB RÁDIO

quinta-feira, 29 de março de 2012

Senador lembra um ano da morte de José Alencar


O senador Pedro Simon (PMDB-RS) fez uma homenagem, nesta quinta-feira, ao ex-senador e ex-vice-presidente da República José Alencar, morto há exatamente um ano. Simon lembrou que, às 14h23 do dia 29 de março de 2011, o Brasil perdia “uma de suas principais referências”. Para Simon, José Alencar não pode ser esquecido pelo povo brasileiro, porque “tinha um bom coração”.

Há um ano, ele embarcou no trem da história, com a qual ele tanto contribuiu – disse Simon.
Segundo o senador, José Alencar está agora junto a Deus, intercedendo pela saúde e pela paz dos brasileiros. Para Simon, o ex-senador foi e sempre será uma das principais referências para o Brasil.


Poucos como ele merecem tanto a paz dos justos – declarou.
Pedro Simon disse que Alencar, pelo exemplo de dedicação e superação, deixou “menos árduos” os caminhos daqueles que o conheceram. Para o parlamentar gaúcho, é difícil encontrar alguém que tenha dialogado com a morte com tanta serenidade como José Alencar, que enfrentou o câncer em seus últimos anos de vida.


O velório do ex-senador também mereceu destaque por parte de Simon, que elogiou a presidente Dilma Rousseff por oferecer o Palácio do Planalto para a cerimônia. Segundo Simon, foi a oportunidade de muitos “zés” e “silvas” prestarem a última homenagem a um brasileiro típico.
Na visão de Simon, a luta de José Alencar pela vida foi “um plantio de consciência” da importância da ética, da fé e da educação. Simon disse que milhões de brasileiros choraram a morte de Alencar, que vivia a vida intensamente.


É fato que chegou a hora do corpo de José Alencar, mas seu legado e seu exemplo não morrerão nunca. Que ele descanse em paz! – declarou.


Da Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário