WEB RÁDIO

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Polícia Federal prende mulher que cometia fraudes no sistema de aposentadorias no RN

A Polícia Federal, juntamente com o Núcleo de Inteligência da Previdência Social (Nuint), deflagrou nesta quinta-feira (22) a Operação Reiteração, na cidade de Canguaretama, com o objetivo de impedir a atuação de grupo criminoso que se usa documentos falsificados para obter Benefício de Amparo Social ao Idoso.

A prisão em flagrante de uma mulher foi feita pela PF quando ela tentava pedir o benefício na Agência da Previdência Social de Canguaretama utilizando documentos falsos. As investigações se iniciaram em 2016.

Há indícios, inclusive, que a mulher presa tentou obter benefícios em mais duas localidades do Rio Grande do Norte. Ela utilizava nomes diferentes em vários requerimentos, com objetivo de obter maior número de benefício da Lei Orgânica de Assistência Social (Loas) possível.

Segundo dados do Nuint, a ação possibilitou uma economia estimada de R$ 430.000,00 (quatrocentos e trinta mil reais), em pagamentos futuros que seriam realizados, caso tivesse havido a concessão dos benefícios e considerando a expectativa de vida e a idade atual da pretensa beneficiária, conforme tabela de mortalidade do IBGE (2016).

A Operação foi denominada Reiteração por que a mesma pessoa se repete em vários requerimentos, se utilizando de nomes diferentes.

Portal no ar



Nenhum comentário:

Postar um comentário