WEB RÁDIO

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Advogada alvo de atentado em 2015 é investigada por facilitar fugas no PEP


A advogada criminalista Paloma Gurgel de Oliveira Cerqueira, alvo de atentado em dezembro de 2015, está sendo investigada por suposta participação em crimes de facilitação de fuga, falsidade ideológica e material, tráfico de influência e organização criminosa na Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP).

Paloma sofreu o primeiro ‘golpe’ desta investigação nesta quarta-feira 7. A mando do juiz da 2ª Vara Criminal da Comarca de Parnamirim, o Ministério Público do Rio Grande do Norte e a Polícia Civil cumpriram cinco mandados de busca e apreensão contra três agentes penitenciários e duas advogadas, entre elas a dita cuja.

Os demais alvos da investigação são os agentes Marcos Antônio Marques Santos, Durval Oliveira Franco e Robson Ferreira Dantas e a advogada Ana Paula Nelson. Nas últimas semanas, a Penitenciária de Parnamirim sofreu o maior revés do sistema penitenciário potiguar, quando 91 detentos conseguiram escapar das dependências do presídio utilizando um túnel de cerca de 40 metros de extensão.

Rodrigo Ferreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário