WEB RÁDIO

domingo, 6 de maio de 2018

Governo propõe reduzir tarifa social de energia elétrica

O governo federal propôs limitar a tarifa social de energia elétrica, que dá descontos na conta de luz a famílias de baixa renda.

A economia prevista com a medida seria de R$ 800 milhões por ano, segundo o Ministério de Minas e Energia. Em 2017, foram cerca de R$ 2,37 bilhões dados de desconto, valor que foi repartido entre os demais consumidores.

Hoje, o desconto é dado a famílias com renda mensal menor ou igual a meio salário mínimo e famílias com renda até três salários mínimos que tenham pessoas deficientes ou doentes, que requeiram tratamento contínuo.

A proposta, agora, é que o critério seja o mesmo do Bolsa Família, que beneficia famílias extremamente pobres (renda mensal de até R$ 85 por pessoa).

Caso tenham em sua composição gestantes e crianças ou adolescentes de até 17 anos, o benefício se estende à faixa de famílias pobres (entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa).

Além disso, haveria um limite máximo de desconto que poderia ser dado, de R$ 22 por mês. Em fevereiro de 2018 (dados mais recentes divulgados), o desconto médio havia sido de R$ 22,56.

Nenhum comentário:

Postar um comentário