WEB RÁDIO

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Expostos ao sol, corpos de vítimas de matança no RN se acumulam no Itep

A liberação dos corpos no Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) de Natal ficou mais demorada depois da série de assassinatos cometidos em Ceará-Mirim, na Grande Natal, entre a noite da segunda-feira (20) e a madrugada desta quarta (22).

Por falta de espaço, corpos à espera de necropsia ficam expostos ao sol no pátio dos fundos do Itep.
De acordo com o Itep, uma tenda e gelo foram providenciados para conservar e proteger os corpos do sol.

O instituto começou a quarta-feira com 30 corpos à espera de perícia, informou a assessoria. Além desses, outros corpos ocupam o necrotério, entre eles quatro mortos não identificados do massacre de Alcaçuz. O Itep tem capacidade para até 34 corpos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário