WEB RÁDIO

domingo, 2 de julho de 2017

Julho Amarelo conscientiza potiguares sobre danos causados por hepatites virais

De autoria do deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB), a lei nº 9.969/2015 instituiu o Mês Julho Amarelo no Calendário Oficial do Estado do Rio Grande do Norte, com o intuito de conscientizar a população potiguar sobre os danos causados pelas hepatites virais à saúde humana.

Subdividida em cinco tipos (A, B, C, D e E), as hepatites virais são doenças infecciosas sistêmicas que afetam o fígado.

Agindo no organismo de forma silenciosa, as hepatites virais nem sempre apresentam sintomas, mas quando surgem podem vir acompanhadas de cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Boa parte da população brasileira é portadora dos vírus B ou C, mas não tem conhecimento sobre o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário